Descrição

Na década de 80, educadores iniciaram uma pesquisa nas escolas do Município ao perceberem o alto nível de repetência entre os alunos, então os médicos Dr. José Eduardo C. de Freitas e Dr. José Fernando D. Nogueira se engajaram neste movimento, descobrindo existirem muitos casamentos consanguíneos, entre primos, parentes próximos, detectando também doenças metabólicas como a Fenilcetonúria e Hipotireoidismo congênito, consequentemente crianças nasciam com deficiência intelectual, múltipla e outras síndromes. Contaram com a ajuda do Dr. Décio Mariotone (in memorian) da APAE de Mogi Mirim, D. Hilda, diretora de escola, Ana Maria Strazacappa, psicóloga, outros educadores e cidadãos piracaienses. Em 24 de janeiro de 1984 com uma reunião na Prefeitura Municipal, de Piracaia, cujo prefeito era o Sr. Eurides Badari, quando foi então elaborado e aprovado o Estatuto da Instituição, realizou-se, também, a escolha da primeira diretoria, tendo como Presidente a Sra. Hilda Duarte Ferreira. Foram longos anos de trabalho e dedicação, sempre com muita dificuldade, mais com perseverança em busca de alternativas que garantisse, às pessoas com deficiência intelectual e múltipla, melhoria na qualidade de vida a alunos e seus familiares.

Neste período, a APAE funcionava com três salas de aulas para alunos com dificuldade de aprendizagem, incluindo deficientes auditivos e deficientes intelectuais. Estas funcionavam em um prédio cedido pela Prefeitura de Piracaia, situado a Rua Guilherme Leo, nº 264, centro, contava com três educadores, uma psicóloga e uma assistente social cedida algumas horas semanais pela prefeitura. Após alguns anos a escola foi crescendo, aumentando o número de classes e a equipe interdisciplinar, contando sempre com recursos escassos, oriundos de campanhas e subvenções da Assistência Social do Município No ano de 1998 a escola recebeu o nome de E.E.E. “Taguarajá Souza Luz” nome do Presidente da APAE, falecido neste mesmo ano.  Em 1998 membros da Diretoria e da Escola conseguiram firmar o Convênio com a Secretaria de Estado da Educação de São Paulo, até hoje mantido. Atualmente a Escola de Educação Especial, mantém convênios com as Secretarias de Educação dos Municípios de Piracaia, Joanópolis e Bom Jesus dos Perdões, atendendo crianças, jovens e adultos destes municípios, com deficiências intelectuais e múltiplas, matriculadas na escola e recebendo atendimentos clínico/terapêuticos.

Após alguns anos de muito trabalho, eventos e contribuição de órgãos públicos, a APAE de Piracaia, mantenedora da E. E. E. “Taguarajá Souza Luz” conseguiu construir sua sede própria, situada a Av. Jesuína T. F. Guimarães, nº100, Jd. Alvorada, inaugurada em 2007.

Hoje, após trinta e três anos, tendo como Presidente o Sr. João Benedito Silveira Cabral Junior, a APAE de Piracaia mantenedora da Escola de Educação Especial com alunos na Educação Infantil, Estimulação Precoce e Pré Escolar, Ensino Fundamental (Fase I) Alfabetização, (Fase II) Sócio Educacional, Centro de Convivência e Centro Educacional Especializado, todos com atendimentos especializados nas áreas pedagógica e clínico/terapêutica e usuários só com atendimento terapêutico.

Missão

A APAE de Piracaia tem por MISSÃO promover e articular ações de defesa de direitos e prevenção, orientações, prestação de serviços, apoio à família direcionadas a melhora da qualidade de vida da pessoa com deficiência e a construção de uma sociedade justa e solidária.

Imagens do local

Ainda sem avaliações

Seja o primeiro a avaliar “APAE Piracaia”

Sua avaliação para esse local
Avaliar

The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.

Conheça também nossas dicas!
Clique aqui e saiba mais.